Por admin

/ Em Desenvolvimento de aplicações /

Postado em

nov 03, 2015

SharePoint Cloud X On-premises

Os serviços online oferecidos pela Microsoft já estão disponíveis há algum tempo no mercado.

Inicialmente a Microsoft lançou o BPOS (Microsoft Business Productivity Online Standard Suite), baseada em Exchange 2007 e MOSS (Microsoft Office SharePoint Server) 2007 em meados de 2008.

A plataforma vem evoluindo constantemente, em 2011 foi lançado o Office 365 sucessor do BPOS, adicionando novas funcionalidades como o Office web e o comunicador Lync.

Hoje, o Office 365 conta com o SharePoint na versão 2013, estamos no aguardo do lançamento das versão 2016 tanto para o Office 365 quanto para on-premises. A Microsoft chegou a cogitar durante o desenvolvimento desta nova versão lança-la apenas para Office 365, deixando de existir assim para ambientes on-premises, mas acabou desistindo da ideia.

Baseado nesta tentativa da Microsoft de só ter a versão cloud do produto podemos pensar que esta versão é melhor do que a on-premises, desta forma vou tentar mostrar as vantagens e desvantagens das duas versões para esclarecer a visão destas versões.

No geral, o que precisamos nos atentar é que na versão on-premises todo o desenho da arquitetura (física), instalação, configuração e administração do ambiente é de nossa responsabilidade. O SharePoint é um produto muito poderoso, com diversas features e em cenários complexos esta infraestrutura pode ser muito custosa, sendo composta de vários servidores com diversos serviços instalados. É por isso que um servidor SharePoint é chamado na verdade de uma Farm SharePoint, no geral ela é composta por mais de um servidor que juntos compõem a Farm SharePoint.

Para administrar este ambiente é necessário conhecimentos multidisciplinares como o próprio SharePoint, Windows Server, SQL Server e infraestrutura de TI em geral. Em alguns casos tendo a necessidade de ter na equipe mais de um profissional para administrar este ambiente. É claro que, em ambientes menos complexos essa necessidade se reduz.

Essa é uma grande vantagem e desvantagem ao mesmo tempo da versão on-premises, pois como você é o administrador do ambiente você tem total controle do ambiente, e principalmente no que tange o desenvolvimento em cima do SharePoint você tem acesso a todas as funcionalidades de forma irrestrita. Por um outro lado, a administração do ambiente pode se tornar muito complexa e custosa para sua organização, além do que algumas customizações disponíveis nesta versão como farm solutions podem desestabilizar o ambiente gerando grandes problemas de administração do ambiente.

Recentemente o MVP Andrew Connell em seu post Developers: SharePoint isn’t a Platform, SharePoint is a Service, menciona que a maioria do chamados premier (Microsoft Services) de desestabilização do ambiente são causados por customizações que mudam a forma padrão do SharePoint trabalhar, onde os administradores internos das empresas não conseguem diagnosticar a causa de problemas.

Para ter um ambiente on-premises com grandes customizações é necessário ter uma boa maturidade na ferramenta.

A versão online tem como principal vantagem a administra o ambiente que é feita pela Microsoft e não por sua empresa, desta forma, todo aqueles custos relacionados a instalação, arquitetura e ambiente estão embutidos no preço da assinatura do produto.

Esta versão, acaba sendo muito atrativa para empresas que não têm a maturidade necessária para administrar o ambiente, tornando a implantação do produto muito rápida.

Você não precisa se preocupar com nada, nada mesmo. Essa facilidade porém, traz algumas perdas em relação ao ambiente on-premises. Você perde o controle sobre o ambiente, pois a administração não é sua. Configurações de indexações da busca, por exemplo, são gerenciadas pela Microsoft. Onde você acaba perdendo a visibilidade de quando ocorreu ou quando ocorrerá.

Um outro ponto importante é em relação ao desenvolvimento/customizações no ambiente cloud onde é bem mais restrito. Não são aceitas Farm Solutions, por exemplo. Estas restrições garantem que nenhuma customização gerada por nós desestabilize o ambiente, tornando mais seguro e estável.

Conclusão

Se sua empresa não necessita de grandes customizações dentro do SharePoint e não tem maturidade e pessoal qualificado para administrar o ambiente, a escolha da versão cloud é altamente recomendada.  Acredito que esta, possa ser a escolha mais aderente a grande maioria da empresas, principalmente as de médio e pequeno porte.

Agora, se seu ambiente SharePoint tem a necessidade de grandes customizações ou você precisa ter controle total sobre o ambiente, a versão on-premises é a escolha mais acertada.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *