Por Gustavo Camargo

/ Em Negócios /

Postado em

ago 15, 2016

Qual o potencial da sua TI? A resposta pode te surpreender

Se você é gestor de uma empresa ou de TI, talvez já tenha se questionado sobre o real potencial desse departamento…. Talvez não. Mas afinal, você saberia responder?

Refletir sobre isso gera uma série de questões para empresas de todos os tamanhos: “qual o potencial da minha TI?”, “Desse total, quanto eu realmente uso? ” Ou ainda, “será que estou pagando por algo que, na prática, subaproveito? ”

Cada caso é um caso. A sua organização pode estar colocando força em ações desnecessárias – o que poderia ser solucionado remanejando equipe e esforços, por exemplo. Em outra situação, bastaria mudar práticas aqui e ali para alcançar um resultado melhor. Ou ainda, operacionalizar processos por meio de ferramentas que equivalessem ao custo atual ou aumentassem pouco mais a verba investida, mas que possibilitassem muito mais ações.

Antes que você pense “Como vou medir isso?”, te digo: sim, é possível medir se o potencial da sua empresa condiz com o que ela precisa.

O quanto você usa ou não da estrutura de TI é diretamente determinado pela sua operação.

O gerenciamento faz toda a diferença

Equipe subaproveitada, fornecedor mal respaldado das necessidades e funcionamentos da empresa – ou que poderia ser melhor direcionado com um gerenciamento mais assertivo – são casos recorrentes.

O que faz a diferença? O gerenciamento. Estar a par de cada processo, da capacidade de cada equipe e ferramentas, do trabalho dos fornecedores e até onde eles podem ir, faz com que as etapas se conversem. E, nesse ponto, como veremos a seguir, ainda é muito grande o número de empresas brasileiras que possuem uma administração descentralizada de sua estrutura de TI.

Administração centralizada para ganhos imediatos

Segurança está com determinado fornecedor. Rede, com outro. Cloud? Com um terceiro. E, sendo negócios diferentes, um não conversa com o outro. O agravante é que em uma situação de crise, é mais difícil tomar as rédeas da situação e descobrir quem é o fornecedor responsável pelo problema – ou quem deveria solucioná-lo com mais efetividade.

O que leva muitas vezes a um “jogo de empurra-empurra” entre fornecedores, e o que é fundamental, o feijão com arroz, fica em segundo plano com essa perda de energia.

Por isso, somente alguém com a visão do todo é capaz de mensurar não só anormalidades como o nível de utilização da TI. Uma administração centralizada permite uma série de ganhos imediatos:

  • Visão sistêmica;
  • Sinergia entre fornecedores;
  • Ganhos de escala;
  • Redução de incompatibilidades entre softwares e incompatibilidades entre hardwares;
  • Atualização constante;
  • Aumento do poder barganha em negociação entre fornecedores;
  • Melhora da comunicação interna e externa.

Por fim, uma estrutura centralizada vai ajudar a sua empresa a chegar à melhor combinação possível. Se é inviável abraçar isso internamente chegou a hora de rever suas parcerias.

3 provas de conceito para a mudança acontecer

Entendemos até aqui que o uso da sua estrutura é determinado pela gestão que você faz da área e que, a partir de um bom gerenciamento, você consegue chegar a uma resposta mais adequada, certo?

O próximo passo é tomar algumas ações rápidas que podem te ajudar a descobrir na prática se a sua TI está caminhando para o lado certo.

1 – Teste quais são as vulnerabilidades da sua estrutura de TI;

2 – Não tenha medo da nuvem. Nuvens ocultas já são utilizadas na sua organização (que muitas vezes você nem imagina) e você pode descobri-las. Depois, então, você pode começar a traçar o caminho para a nuvem;

3 – Conheça quais processos do seu negócio podem ser otimizados com a customização e adoção de novas tecnologias.

TI é inevitável. Aproveitar todo o potencial dela, uma opção.

A descoberta do potencial e do uso real da sua estrutura de TI não é uma ação que se faz da noite para o dia.… toma tempo, investimentos, recursos humanos, pesquisa e outras coisas.

Mas, sem dúvida alguma, é possível fazer e é aconselhável que você o faça.

1

1 comentário em “Qual o potencial da sua TI? A resposta pode te surpreender”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *