Por admin

/ Em Dados e Análises Modernização de TI /

Postado em

dez 26, 2016

Insegurança e indisponibilidade no banco de dados da empresa? Pode estar na hora de atualizar a sua versão

A última atualização lançada para o SQL Server 2005 foi em outubro de 2012. Ou seja, se sua empresa utiliza esse produto, ela não recebe nenhuma dessas atualizações há mais de quatro anos. Já o suporte estendido acabou em abril de 2016. A nível estatístico, por seis anos consecutivos o SQL Server apresenta o menor número de falhas de segurança dentre os players de banco de dados do mercado. Mas ainda assim, podem existir riscos para sua empresa. Com o fim do suporte do fornecedor, o produto deixa de receber atualizações de segurança, performance e disponibilidade.

Para ter uma dimensão do problema, uma rápida pesquisa por “database exposed” pela internet irá mostrar o número de notícias sobre problemas com o banco de dados por falta de segurança, seja por falhas da própria empresa ou por falta de atualizações críticas.

A conclusão é que, de fato, o SQL Server 2005 foi um marco na história da plataforma de banco de dados da Microsoft. Mas a verdade é que o tempo passa, as atualizações existem e hoje possuímos versões mais recentes e com uma série de melhorias que visam benefícios em todas as áreas da plataforma. Uma delas é o SQL Server 2016 

E por que considerá-lo?

A versão 2016 do SQL Server roda até 13 vezes mais rápido. Assim, os dados em repouso e em movimento ficam protegidos com novas e modernas tecnologias. Além disso, a sua empresa tem suporte da Microsoft que inclui atualizações de segurança e, inclusive, manutenção.

Outro benefício é que a solução pode ser acessada de qualquer dispositivo, online ou off-line com a opção de BI móvel. Também inclui aplicações de missão crítica para processamento de transações online, performance e alta disponibilidade.

Mas o que isso significa para os gestores?

É mais do que comprovado a necessidade de se atualizar e principalmente garantir que sua empresa possa suportar o negócio com a transparência, agilidade e facilidade. E é isso que essa solução pode oferecer aos gestores: tranquilidade.

Atualmente, a Microsoft promete aumentar em até 100x a performance atual do seu banco de dados com tecnologias em memória e entrega ambientes altamente disponíveis para até oito locais distintos. Além disso, uma série de funcionalidades de segurança como criptografia de ponta a ponta sem a necessidade de alterar aplicações existentes. Me parece não haver razões para resistir a essa mudança. 🙂

Cautelas para a atualização

Aceitar inovar é o primeiro passo. E, se formos considerar, aceitar é a parte mais fácil. A questão é que na hora “H” é importante ter especialistas na implantação para deixar o seu banco de dados em boas mãos. O papel de uma consultoria especializada deve ser:

Avaliar = entender a infraestrutura atual de banco de dados;

Apresentar relatórios de melhorias = apontar os problemas encontrados que possam impossibilitar a migração e as prováveis correções;

Atualizar = considerar as melhores estratégias de migração de acordo com o ambiente atual;

Analisar a pós-migração: avaliar as aplicações incompatíveis com o novo ambiente e verificar a efetividade da comunicação.

Existem especificações que devem ser detalhadas caso a caso. Tudo depende de cada negócio, de maneira que a desatualização pode acarretar tanto em problemas mais sutis ou quanto mais graves.

A sua tem passado por dilemas parecidos? Comente aqui e podemos conversar a respeito.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *