Por Gustavo Camargo

/ Em Negócios /

Postado em

ago 10, 2017

3 anos a mil: REDBELT faz história junto a Microsoft em 2017

“Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto é realidade”. Assim disse Raul Seixas, com razão, a respeito de empoderar pessoas. À época, mesmo à frente de seu tempo, Raul não tinha dimensão do que a palavra poderia vir a significar. Esse pode ser um termo contemporâneo, mas o conceito sempre existiu.

Hoje, como CEO da REDBELT, venho falar justamente disso, de um sonho que se tornou realidade justamente pelo poder de empoderar pessoas. Sonho alcançado com muito suor, estratégia e principalmente dedicação.

Longe de querer ser um guru do sucesso, nesse texto vou contar um pouco da nossa trajetória e da parceria entre a REDBELT e a Microsoft. Esse ano, viajamos para Washington D.C., nos Estados Unidos, para sermos contemplados com 3 premiações LATAM e 2 premiações globais durante o MS Inspire 2017, frutos da nossa expertise em cibersegurança, aliada a sinergia com os nossos outros serviços. Foram eles:

  • Cloud for Global Goods – Global
  • Software Asset Management (Cybersecurity) – Global
  • Partner Seller Excellence – LATAM
  • Enterprise Mobility (Cybersecurity) – LATAM
  • Cloud for Global Goods – LATAM

 

Depois de três anos, com exceção do prêmio de parceiro local, fomos a única empresa brasileira reconhecida globalmente – e também com o maior número de prêmios –, entre seis mil parceiros Microsoft de todo o mundo. (Inclusive fomos destaque na mídia por isso).

 

O começo do sonho

A REDBELT surgiu em 2009 com foco total em Segurança da Informação. Esse conceito é a origem do nome RED BELT, que significa Faixa Vermelha – a graduação mais alta em diversas artes marciais. Além de faixa, a palavra belt pode ser traduzida para cinto ou cinturão. Este que é conquistado pelos campeões de MMA (Artes Marciais Mistas), verdadeiros mestres na sinergia entre diferentes estilos de luta.

Como eles, percebemos que o diferencial seria sermos especialistas em sinergia, mas no nosso caso, de serviços. Por isso, em 2013, expandimos o nosso foco para consultoria em nuvem e desenvolvimento de sistemas, sempre com a premissa primordial da cibersegurança. Assim, utilizamos o nosso know-how para atingir de maneira direta os objetivos e metas estipuladas pelo cliente, sem desperdiçar tempo e energia.

Mas o que fez toda a diferença nesse processo e proporcionou chegar onde chegamos em tão pouco tempo, sendo uma referência global, foi nossa parceria com um grande player do mercado: a Microsoft.

E por que escolhemos a Microsoft lá atrás? A REDBELT já tinha expertise em segurança e, acompanhando tendências, entendeu que seria uma oportunidade de mercado gigantesca proporcionar para as empresas uma jornada para nuvem de forma segura.

A nossa principal preocupação sempre foi a cibersegurança e, então, potencializamos também a nossa expertise em cloud computing. A estratégia foi adotada, ao percebermos que o mercado necessitava de parceiros capazes de gerenciar diferentes serviços tecnológicos, permitindo que nossos clientes aproveitassem todas as soluções adquiridas.

Sempre preocupados em ter um time capacitado, somos o parceiro Solution gerenciado Microsoft com maior número de P-Sellers no Brasil, com 12 profissionais de suas três frentes de atuação. Somos parceiros Gold em: Cloud Productivity, Cloud Platform, Enterprise Mobility Management, Software Asset Management, Collaboration and Content, Application Development. E parceiros Silver em: Small Business, Data Analytics, Datacenter e Data Platform, a REDBELT também possui três especialistas MVP’s.

Em 2015, participamos do nosso primeiro evento internacional de parceiros Microsoft, em Orlando, onde pudemos ter dimensão para onde caminharíamos. A segunda participação veio em 2016 na cidade de Toronto. Após o Microsoft Worldwide Partner Conference 2016, a REDBELT entendeu que a palavra de ordem era Azure. Com isso, repensamos nossas estratégias em todas áreas de atuação e criamos ofertas que entregam as diversas capacidades da plataforma adequadas às necessidades de nossos clientes, levando sempre à frente em nossas discussões a questão da transformação segura.

 

A união – e um time impecável – faz a força

Obviamente não cheguei aqui sozinho. Jaime Garcia, nosso gerente de Marketing e Parcerias, cargo que foi criado justamente para responder à demanda do nosso crescimento pós-parceria Microsoft. E não poderia ter dado mais certo! Ele foi um dos profissionais escolhidos para dar início a uma das sessões mais importantes do MS Inspire, sessão da VP dos Canais de Parceria da Microsoft Gavriella Schuster.

Ao lado dele, estava na cerimônia Fernando Andreazi, gerente de Cloud Computing da REDBELT e P-Seller desde o início do programa. Andreazi foi o vencedor do prêmio na categoria Partner Seller Excellence in Technology, Sales and/or Licensing 2017 LATAM. Prêmio mais do que merecido! Destaco também Eduardo Bernuy Lopes, gerente da divisão de Cibersegurança afinal fomos reconhecidos globalmente pela contribuição neste tema, tema este que faz parte do DNA da RedBelt.

Eles e todos os nossos colaboradores, todos, somos um time, acima de tudo, engajado. Acreditamos na sinergia dos nossos serviços, na dedicação e na mudança. E é especificamente sobre o impacto da mudança que vou falar um pouco a seguir.

 

Empoderar para mudar

Até aqui já deu para entender o porquê de acreditarmos no poder de empoderar pessoas. Por isso, não nos preocupamos só com o crescimento da REDBELT. Acreditamos no impacto da tecnologia, não apenas no ambiente dos nossos clientes, como também no desenvolvimento da sociedade.

Alinhado com esses princípios, unimos forças com o Instituto Gerando Falcões, em uma parceria a fim de criar novas oportunidades para jovens da comunidade.

Nossas atividades se iniciaram com um curso de tecnologia gratuito, realizado duas vezes por semana ao longo de um ano, abrangendo as classes de infraestrutura, computação em nuvem, segurança cibernética e desenvolvimento de aplicativos.

A capacitação ajuda a atrair o interesse dos jovens em carreiras de tecnologia, prepara para empregos neste campo e fornece novos especialistas da indústria para a crescente economia brasileira. Os benefícios se estendem para além dos participantes: é gratificante para os voluntários da REDBELT, que se tornaram educadores, expandirem seus conhecimentos técnicos e crescerem como seres humanos.

Fica aqui minha admiração pelo grande falcão Eduardo Lyra, este sim sabe como empoderar pessoas. Uma frase dele que me marcou desde que iniciamos a nossa parceria em prol da capacitação de jovens em tecnologia foi “Acredito que o próximo Bill Gates vai sair da favela”.

 

Sabemos para onde caminhamos, mas o futuro é sempre uma caixa de surpresas. A única certeza é que a REDBELT está preparada para a transformação digital – e de forma segura. E essa dá gosto de ser vivida!

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *